quarta-feira, 14 de março de 2018

Fábio Faria leva prefeitos do RN ao Ministério do Turismo


Em audiência nesta quarta-feira (14) no Ministério do Turismo, o deputado federal Fábio Faria (PSD-RN) acompanhou os prefeitos de Jardim do Seridó, Serra Caiada, Cerro Corá e Tibau do Sul para reforçar a importância da execução de projetos de melhoria da infraestrutura turística. “O turismo é uma das mais fortes atividades do nosso est​​​​​​ado, que potencializa o crescimento econômico, social e cultural dos municípios e das regiões”, reforça o parlamentar.
Os gestores solicitaram liberação de recursos para executar obras e também buscaram resolver pendências que impedem a realização de alguns projetos. A prefeita de Serra Caiada, Socorro dos Anjos (PSD), levou a preocupação com questões burocráticas para construir o ‘Mirante da Serra’, que vai melhorar o fluxo de turistas. “Temos na cidade a rocha mais antiga da América do Sul, com 3,5 bilhões de anos. Os recursos já estão disponíveis, que vieram através de emenda do deputado Fábio Faria”, afirma.
O prefeito de Tibau do Sul, Modesto Macedo (PSD), apresentou o projeto de urbanização da entrada do município, da construção do píer da Lagoa de Guaraíras e da revitalização do centro da Praia da Pipa. Já a prefeita Graça Oliveira (PSD), de Cerro Corá, solicitou uma passarela perto da ponte do Açude Eloi de Souza. “Precisamos ligar o Centro ao bairro mais populoso da cidade, que servirá como ponto turístico, ideal para apreciar o pôr do sol no açude”, disse. Os prefeitos e o deputado foram atendidos por Alberto Alves, secretário-executivo do Ministério do Turismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.