sexta-feira, 9 de março de 2018

Com aumento de focos oriundos das chuvas, SAAE inicia novo ciclo de combate às muriçocas nos bairros de Santa Cruz

saae_equipemuricocas2018-2
O Serviço Autônomo de Águas e Esgotos de Santa Cruz (SAAE) deu inicio na última segunda-feira (05) a mais um ciclo de combate às muriçocas em Santa Cruz.
O ciclo vai atingir todos os bairros da cidade. O principal motivo são as constantes precipitações chuvosas que tem caído em Santa Cruz nos últimos dias, aumentando consideravelmente os focos do mosquito na cidade.
O trabalho começou na manhã de segunda-feira ao longo do leito do rio Trairi e deve se estender durante a semana para todos os bairros, focando, especialmente, os setores que não tem saneamento básico, locais que existem mais focos de muriçoca.
O período chuvoso é o mais difícil de combater as muriçocas. As chuvas fazem com que o produto que é utilizado para combater o mosquito seja levado do local pela correnteza da água, dificultando a ingestão do líquido que contem o produto por parte das muriçocas.
Mesmo com a dificuldade, de acordo com Ângelo Giuseppe, diretor do SAAE, as ações serão contínuas para minimizar os problemas causados a população. "O investimento da gestão municipal neste combate é constante e continuaremos com a equipe atuando nos mais diversos bairros da cidade para garantir êxito na ação", enfatizou o gestor da autarquia municipal.
A gestão Fernanda Costa tem trabalhado desde 2013 com uma equipe própria de combate as muriçocas, diminuindo os transtornos causados a população, sem trazer prejuízos ao meio ambiente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.