segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Nova terapia provoca ‘suicídio’ das células do câncer

Cientistas dos Estados Unidos descobriram o primeiro tipo de composto que faz com que as células cancerosas se “suicidem” sem afetar as células saudáveis ao redor. O novo método, descrito nesta segunda-feira na revista “Cancer Cell”, mostrou resultado contra células de leucemia mieloide aguda, mas, segundo o autor sênior da pesquisa, Evripidis Gavathiotis, ele também tem potencial para atacar outros tipos de câncer.
— Esperamos que os compostos direcionados que estamos desenvolvendo se tornem mais eficazes do que as terapias anticâncer atuais, fazendo células cancerosas se autodestruírem — afirma Gavathiotis, que também é professor de bioquímica e de medicina da Faculdade de Medicina Albert Einstein, onde o estudo foi conduzido. — De forma ideal, nossos compostos seriam combinados com outros tratamentos para matar células cancerosas de forma mais rápida e eficiente, e com menos efeitos adversos, que são um problema muito comum com quimioterapias padrão”.
A leucemia mieloide aguda representa em torno de 80% de todas as leucemias agudas em adultos, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Essa doença afeta principalmente adultos mais velhos, sendo rara antes dos 45 anos. A idade média de um paciente com leucemia mieloide aguda é de 67 anos.
A taxa de sobrevivência para os pacientes tem permanecido em cerca de 30% durante as últimas décadas, então existe urgência na descoberta de novos e melhores tratamentos. O recém-descoberto composto combate o câncer desencadeando a apoptose — um processo de morte celular programada, ou “suicídio celular”. Ela é diferente da sua prima mais conhecida, a necrose, na qual as células morrem por causa de uma lesão. A apoptose é um processo ordenado, no qual o conteúdo da célula é esvaziado e eliminado pelo sistema imunológico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.