segunda-feira, 5 de junho de 2017

Chefe de organização criminosa do RN é preso no Ceará com R$ 31,9 mil em espécie

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu, no início da tarde deste domingo (4), no KM 159, da BR-116, em Russas, um homem foragido da Justiça por tráfico de drogas. Ele seguia de Foz do Iguaçu, no Paraná, para Fortaleza.
Conforme a PRF, ele é acusado de integrar organização criminosa “Sindicato do Crimes”, responsável por financiar ataques em Rio Grande do Norte.
No momento da abordagem, o acusado se identificou aos policiais como Gilson Pontes Miranda, apresentando uma CNH, RG e CPF com tal identificação. Contudo, após verificação, a PRF detectou que os documentos eram falsos.
O nome verdadeiro do condutor é Gilson Miranda Silva. Além da documentação falsa, a polícia apreendeu a quantia de R$ 31,9 mil em cédulas de R$ 100 e R$ 50. Ele estava acompanhado de uma mulher cuja identidade não foi revelada pela PRF.
Organização criminosa

De acordo com o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MP/RN), Gilson Miranda lidera um dos braços da organização criminosa “Sindicato do Crime” cujo patrimônio identificado chega a R$ 20 milhões. No grupo ainda estavam esposa, pais e irmãos.
A informação foi revelada durante entrevista coletiva que detalhou a Operação Medellín, desencadeada em setembro de 2016. Naquela ocasião, 14 pessoas foram presas, mas Gilson não foi encontrado. Ele já era foragido de outra operação no Rio Grande do Norte. O esquema liderado por ele pode ser visto aqui.
Além do crime de tráfico de drogas e ocultação de bens, Gilson Miranda é suspeito de ser o mandante do assassinato de outro homem. 
POR DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.