quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Rio: Crivella, 46%, Freixo, 27%, brancos/nulos, 19%, não sabem, 8%

crivella_freixoO instituto Datafolha divulgou nesta quarta-feira (26) a terceira pesquisa de intenção de voto para prefeito do Rio neste segundo turno.
O levantamento foi encomendado pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”.
O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Segundo o Datafolha, isso significa que, considerando a margem de erro, a chance de o resultado retratar a realidade é de 95%. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.
Votos totais:
– Marcelo Crivella (PRB): 46% (pela margem de erro, entre 43% e 49%)
Marcelo Freixo (PSOL): 27% (entre 24% e 30%)
– Em branco/nulo/nenhum: 19%
– Não sabe: 8%

No levantamento anterior, Crivella tinha 48%, e Freixo, 25%. Votariam em branco, nulo ou nenhum 19% e não souberam 8%. Na pesquisa do dia 6, Crivella tinha 44%, e Freixo, 27%. Votariam em branco, nulo ou nenhum 18% e não souberam 10%.
Votos válidos:
Crivella (PRB): 63% (pela margem de erro, entre 60% e 66%)
– Marcelo Freixo (PSOL): 37% (entre 34% e 40%)
No levantamento anterior, Crivella tinha 66% e Freixo, 34%.
Para calcular os votos válidos, são excluídos da mostra os votos
brancos, nulos e os eleitores que se declaram indecisos. Esse procedimento é o mesmo usado pela Justiça Eleitoral na hora de divulgar o resultado oficial da eleição.
O Datafolha ouviu 1.280 eleitores de todas as regiões do Rio, com 16 anos ou mais, no dia 25 de outubro. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) sob o protocolo RJ-09035/2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.