segunda-feira, 5 de setembro de 2016

FNDE libera R$ 139,8 milhões para a Educação Básica

mendoncaO ministro da Educação, Mendonça Filho, estará em Natal, nesta segunda-feira (05), para anunciar a liberação de R$ 139,8 milhões para a educação básica. São R$ 110 milhões para execução de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC Educação), em 26 Estados. Os outros R$ 29,8 milhões são destinados a custeio de obras vinculadas ao Plano de Ações Articuladas (PAR). O anúncio será feito na sede da Escola de Governo Dom Eugênio de Araújo Sales, durante a abertura do FNDE Soluções Locais.
“Desde o início da nossa gestão, temos honrado os compromissos assumidos pelo MEC e só depois de concluir essa etapa daremos início a novas obras”, afirmou Mendonça Filho. Ele ressaltou que tem usado critérios técnicos na escolha dos municípios beneficiados, com prioridade para obras em andamento, principalmente, aquelas que estão próximas do término, para ter a conclusão garantida
.
O FNDE Soluções Locais é uma ação promovida pelo Ministério da Educação por intermédio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) com o objetivo de ir aos estados para prestar atendimento institucional individualizado a gestores educacionais, capacitá-los e resolver possíveis pendências quanto à execução dos diversos programas do FNDE na região. Criado em 2015, o FNDE Soluções Locais já prestou mais de 8 mil atendimentos em 27 unidades federativas. O evento em Natal contará com a participação de prefeitos, secretários e técnicos em educação. Após a abertura, os técnicos do FNDE atenderão às prefeituras, com palestras e ações individualizadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.