segunda-feira, 13 de junho de 2016

PT promoveu maior crise da nossa história com Mensalão e Petrolão”, diz Rogério em artigo

rogerio_fiesSerá necessária muita coragem, consciência política e uma visão clara dos males causados ao país pelo PT para que o Brasil consiga se recuperar do caótico cenário econômico, político e administrativo pelo qual passa. Esta é a opinião do deputado federal Rogério Marinho, presidente de honra do PSDB no Rio Grande do Norte, em artigo publicado neste final de semana no Novo Jornal.
Para o parlamentar, que promete se manter vigilante, os petistas “promoveram a maior crise ética de nossa história com Mensalão e Petrolão. Bilhões foram roubados no intuito de manter no poder uma quadrilha que dilacerou as riquezas nacionais”. O deputado defende que, para superar a crise e virar a página negativa deixada pelos governos Lula e Dilma, o novo governo precisará “retomar o crescimento econômico, garantir ampla liberdade dos cidadãos, restaurar a moralidade pública, dar competência à gestão e diminuir o peso do Estado na vida e no bolso das pessoas”.
Rogério ainda denunciou o uso político dos movimentos sociais pelo PT, na tentativa de manter o projeto de poder. “O PT e sua essência bolivariana e totalitária foi revelada. Tão bem escondida durante décadas, o totalitarismo típico do modo de governar petista teve suas vísceras expostas. Hoje, sabe-se que o partido usa os movimentos sociais ao bel prazer, manipulando-os e coagindo-os a ficarem contra os brasileiros”, disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.