domingo, 24 de abril de 2016

Grupos pró e contra impeachment de Dilma entram em confronto na Paulista

Tumulto entre manifestantes na Avenida Paulista neste domingo  (Foto: Ronaldo Silva/ Futura Press/ Estadão Conteúdo)Manifestantes contrários e favoráveis ao impeachment da presidente Dilma Rousseff entraram em confronto por volta das 19h deste domingo (24) na Avenida Paulista.
O grupo contrário ao impeachment da presidente realizava um protesto na Avenida em frente à  Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), onde um grupo favorável ao impeachment está acampado na calçada.

Houve arremesso de paus e barras de barras de ferro. Segundo a Polícia Militar, houve um princípio de tumulto, equipes foram para o local e contiveram a briga. Não houve feridos e presos, segundo a PM.

Por volta das 18h20, manifestantes bloquearam a pista sentido Consolação e a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou lentidão no local. A pista sentido Paraíso chegou a ser ocupada anteriormente. A PM não informou o número de participantes.

Na página do evento "Manifestação contra o golpe - ocupe a democracia", os organizadores convidam as pessoas a  "defender e radicalizar a democracia". "Vamos ocupar a Paulista e construir uma agenda comum de ações, intervenções e reflexões, que se espalhem pelas praças, escolas, faculdades e quebradas.Temer, Cunha & demais golpistas não terão sossego! Não aceitaremos o ataque aos direitos conquistados nem a criminalização da luta política nas ruas e na rede! Não tem arrego!", diz o texto.
A Avenida Paulista fica fechada para carros e aberta para pedestres todos os domingos das 9h às 17h.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.