sábado, 2 de janeiro de 2016

Sejuc divulga fotos de foragidos da Penitenciária Mário Negócio em Mossoró/RN

Dezesseis presos fugiram da penitenciária Mário Negócio e dois foram recapturadosDois, dos 16 homens que fugiram da Penitenciária Agrícola Dr. Mário Negócio, em Mossoró, na madrugada do dia 1º de Janeiro, foram recapturados. Condenados pelos crimes de furto e roubo, Lucas Barbosa de Melo Júnior e Viriato Oliveira do Couto,   voltaram à unidade prisional um dia depois de terem fugido. O primeiro foi recapturado pela Polícia Militar enquanto tentava pegar um ônibus no Terminal Rodoviário de Mossoró. Viriato Oliveira do Couto foi mais uma vez preso por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) nas proximidades da praia de Touros, litoral mossoroense. Os demais seguem foragidos. Esta foi a primeira fuga do Sistema Penitenciário potiguar em 2016.


Na sexta-feira passada, o diretor da Penitenciária Agrícola, Eli Alves, divulgou a listagem dos foragidos. Todos estavam custodiados no Pavilhão 5 do complexo prisional, um dos maiores da região Oeste do Rio Grande do Norte. Os homens serraram  as grades de três celas e, a partir de um túnel com menos de dez metros de comprimento, empreenderam a fuga. “O pavilhão 5 é muito perto do muro. O túnel não era tão extenso”, comentou o diretor do presídio. Com capacidade para 200 homens no regime fechado, a Penitenciária Agrícola contava com quase 400 apenados no momento da fuga.
Além de custodiar o dobro de homens do que a capacidade nominal oficial, somente duas das quatro guaritas que circundam a casa carcerária estavam com sentinelas na madrugada do Réveillon. Além disso, a escala de agentes penitenciários de plantão contava com quatro homens responsáveis pela guarda de 400 sentenciados. O titular da Coordenadoria de Administração Penitenciária (Coape), Durval Franco, foi procurado ontem pela manhã para comentar o assunto, mas não atendeu ou retornou as tentativas de contato telefônico.

No ano passado, até o mês de julho, a Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania (Sejuc), havia registrado a fuga de 143 detentos, um dos maiores números dos últimos anos. Somente na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, mais de 70 homens fugiram ao longo de 2015. Os dados anuais do quantitativo de fugas e recapturas ainda não foram divulgados pela Sejuc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.