quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Collor encara Janot que está protegido da Polícia Federal agora

collor uol
Denunciado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no âmbito da Operação Lava-Jato, o senador e ex-presidente da República, Fernando Collor de Melo, foi o primeiro a chegar no plenário onde vai ocorrer a sabatina do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Integrantes da Polícia Legislativa do Senado afirmaram que o político alagoano teria pedido ao presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), José Maranhão (PMDB-PR), para ter assento à mesa. Ele chegou às 8h40 e deve ser o primeiro inscrito para fazer perguntas. A sabatina teve início às 10h.

Na segunda e na terça-feira, Collor utilizou a tribuna do Senado para atacar Janot. Entre outros adjetivos, classificou o procurador-geral de “figura tosca”, “fascista”, “mentiroso” e “arbitrário”. Há uma preocupação com a segurança. Janot vem ao Senado acompanhado de homens da Polícia Federal, que já reforçam sua segurança pessoal desde o início do ano, quando o portão de sua casa foi arrombado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.