domingo, 5 de julho de 2015

Massa dá bote na largada, lidera, mas Hamilton reage e vence na Inglaterra

Felipe Massa defende posição contra Lewis Hamilton. Brasileiro chegou a liderar GP da Inglaterra (Foto: AFP)Vencer é o objetivo permanente de Lewis Hamilton na Fórmula 1. Mas, em sua corrida em casa, o atual campeão mundial encara a missão com ainda mais seriedade. Para o inglês, triunfar em Silverstone, diante de seus compatriotas, é como “conquistar uma medalha de ouro em Olimpíadas”. E, em busca da terceira medalha dourada da carreira, após as vitórias de 2008 e 2014, o piloto de 30 anos precisou se superar. Lewis perdeu a pole na largada, por causa de um bote espetacular de Massa (veja o vídeo), e ainda perdeu o 2º lugar para Valtteri Bottas, após uma tentativa precipitada de ultrapassar o brasileiro da Williams, que se manteve firme na ponta. Então, o bicampeão mundial se esforçou para controlar a ansiedade e conteve o ímpeto de retomar a ponta rapidamente.
Após “aceitar” o terceiro lugar por 20 voltas, Hamilton contou com uma estratégia cirúrgica da Mercedes, que antecipou a parada nos boxes, surpreendendo os pilotos da Williams. Depois, já com uma boa vantagem na frente do pelotão, Hamilton fez mais uma parada certeira quando começou a chover, e acelerou de forma segura para cruzar a linha de chegada em primeiro e garantir seu "ouro olímpico". O líder da temporada foi seguido pelo companheiro Nico Rosberg e por Sebastian Vettel, da Ferrari, enquanto um erro estratégico da Williams na chuva deixou Massa fora do pódio, em quarto, seguido pelo companheiro Valtteri Bottas, em quinto.   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.